Seleção de absorvente de óleo e hidrocarbonetos

Seleção de absorvente de óleo e hidrocarbonetos

Um bom absorvente tem que possuir algumas características. Dentre elas destacamos as seguintes:

1) Seletividade.
Ser hidrofóbico, ou seja, ter afinidade com óleo. Isto significa que ele absorve somente o óleo e não absorve água. Em contato com a água ele não se molha.

2) Grau de absorção.
Tem que absorver pelo menos cinco (5) vezes o seu próprio peso de óleo. Ou seja, 1 Kg de absorvente deve absorver pelo menos 5 Kg de óleo. Esta propriedade decorre que o absorvente tenha uma grande superfície especifica

3) Flutuabilidade.
Flutuar na água quando é usado para absorver o óleo na superfície da água. Ele não pode afundar, pois senão o absorvente não resolve o problema: ele o esconde.

4) Toxidez.
O absorvente não pode apresentar grau algum de toxidez , não só para o ser humano assim como para outros organismos vivos da natureza.

5) Velocidade de absorção.
Absorver o óleo imediatamente. Para isto é importante que o absorvente seja constituído de macroporos e microporos.

6) Suportar condições adversas.
Poder ser usado em condições de ambientes ácidos, básicos e salinidade.

7) Manuseio.
Fácil de aplicar.

8) Custo x benefício.
Preço compatível e competitivo e geração de benefícios econômicos, sociais e ambientais para as empresas.

Compartilhar: